Bio Tint – Produto 100% reciclável e bio-sustentável

Localización: PORTUGAL (Vila Nova de Famalicão)

Entidades Implicadas:
MINORITY DENIM Unipessoal, Lda.

Página Web de Entidades/Proyecto:

https://minoritydenim.com/

https://www.facebook.com/minoritydenim/

 

 

Categoría de economía circular en la que se enmarca la buena práctica: Redistribuir

Tipo de producto/servicio que constituye la buena práctica: Textil

Descripción General de la Buena Práctica:

A “Minority Denim Unipessoal, Lda.” uma empresa de consultoria técnica na área da lavandaria e tinturaria domiciliada no Parque Industrial de Avidos, no Município de Famalicão e que desenvolveu um sistema de tingimento natural à base de desperdícios orgánicos, sem recurso a qualquer produto ou aditivo químico. Este processo (que recorre a excedentes da natureza, tais como, cascas de cebola, folhas de eucalipto, café usado, restos de madeira ou sementes) para dar cor aos tecidos, demorou cerca de 3 anos a ser implementado e foi introduzido no mercado no início docirrente ano. A empresa já consegue hoje tingir uma paleta de nove cores com recurso ao – Bio Tint – (nome atribuído a esta nova forma de tingimento), sendo que dentro das opções estão, por exemplo, o laranja, o amarelo e o rosa. Todo o desenvolvimento e respectiva validação foi levado acabo no laboratório da empresa, que tinha em andamento a possibilidade de tingir novas cores, não fosse a pandemia do COVID-19 que obrigou a reduzir o ritmo de industrialização.

Trata-se de uma organizacão, em que o seu empreendedor sempre se preocupou com a sustentabilidade, designadamente, em reduzir os consumos da água e da energía, a trabalhar e a manusear produtos menos tóxicos e foi norteado por estes principios, que se empenhou em estudar e desenvolver este novo processo de tingimento natural. A experiencia acumulada ao longo dos anos em lavandaria e tinturaria convencional foi determinante para que esta empresa ensaiasse novas solucões environmentally friendly, algunas delas revisitadas no know-how secular dos nosso antepassados. De destacar, que o processo tecnológico de tingimento é, em si, particularmente complexo e especialmente exigente, porque está condicionado por um conjunto de parámetros, que reclamam estabilidade e resisitência temporal. Ou seja, tingir “não é difícil”. Difícil é asegurar, que o tecido ou a peça têxtil objecto de tingimento, suporte e resista: ao suor, à saliva, às temperaturas e ao ciclo de lavagens subsequentes.

Os inúmeros ensaios realizados pela “Minority Denim Unipessoal, Lda.” e o seu conhecimento científico deste processo, conduziu ao modelo do Bio Tint, que têm tido um desempenho de excelência face às aplicacões em que tem sido utilizado. E, neste contexto, têm sido inúmeras as marcas de tecidos interessadas no – Bio Tint – pelo que são promissoras as perspectivas para o futuro e que passam incontornavelmente por desenvolver novas cores através deste novo método de tingimento natural e ainda, construir uma “máquina universal”, que aumente a capacidade de produção com o “método Bio Tint”.

 

 

Descripción específica y cuantificada:

Complementarmente, a “Minority Denim Unipessoal, Lda.” destaca-se pelos serviços de assessoramento e engenharia para a economía circular e neste contexto de “fashion consulting & clothing brand”, donde o seu  mais recente “Projecto TechOnTextile”, que consiste no desenvolvimento de lavagens ecológicas em tecido denim (um dos principais actores da indústria da moda dos EUA e também conhecido entre nós, por ganga).

A empresa estima, que são utilizados cerca de 3.800 litros de água no ciclo de vida do denim, com 68% aplicados na produção de algodão, 9% na fabricação e 23% na utilização feita pelo cliente final. O sector depende pois intensamente dos recursos hídricos para o cultivo do algodão e obtenção do look sofisticado que caracteriza o denim. Através do Projecto TechOnTextile” busca-se o foco na promoção de práticas sustentáveis, reduzindo significativamente os consumos de água pela sua reutilização e diminuição de consumo energético.

O denim riscados, manchados, respingados e até repaginados expressam atitude e liberdade e ao mesmo tempo, revalidam o conceito eco friendly, através de tecidos sustentáveis e lavagens cada vez mais tecnológicas.

Podemos avançar que estamos na presença de um potencial modelo de “simbiose industrial”, onde a empresa «Minority Denim Unipessoal, Lda.» desenhou um projecto de inovação empresarial alicerçado no potencial de reciclagem e reutilizacão de diversos resíduos (cascas de cebola; folhas de eucalipto; café usado; e, restos de madeira ou sementes), tendo em vista produzir o seu “Bio Tint”, formulacão natural que lhe permite uma nova forma de tingir tecidos, sem recurso a químicos ou substâncias tóxicas.

Assistimos pois, a um intercâmbio de subprodutos (resíduos) procedentes de outros sectores industriais e, por conseguinte, à intensidade do uso de um bem, no ámbito de uma economia colaborativa.

 

Estamos na presença de um processo tecnológico de tingimento natural para peças e tecidos, que observa “reparar-lhes” a degradação superficial colorimétrica, através do método bio-sustentável – Bio Tint – e propondo-se prolongar as suas vidas úteis.

Estamos na presença de um projecto tecnológico inovador, onde se promove o reaproveitamento de desperdícios, como o recurso a cascas de cebola; folhas de eucalipto; café usado; e, restos de madeira ou sementes, para dar uma nova vida à roupa, através do método de tingimento natural – Bio Tint – de uma diversidade de tecidos.

Como fora já atrás referido, o “Projecto Bio Tint” é um projecto circular, que se consubstanciou na criação de um novo produto bio-sustentável utilizado no processo de tingimento natural e orgânico de vários tecidos e peças têxtéis. 

Programa o Línea de ayudas públicas en las que se enmarca:
• B-Smart Famalicão – Boas Práticas 2020. • Famalicão Made IN – Sustentabilidade e Economia Circular.